sexta-feira, 1 de outubro de 2010

30/9/2010 14:11:49 Cláudio - Escada do Céu 4

Porto Belo, SC, 14 de Setembro de 2010
Quarto dia da Escada do Céu

Às 7,30 horas Santa Missa pelo Padre Miro, na Capela Nossa Senhora de Sion, que, no final, ungiu a todos com o Óleo de São Rafael e Santa Filomena. Padre Miro tem um grupo de Cura e Libertação, em Curitiba.
As orações seguiram-se normalmente até às 18 horas, quando iniciou-se o Cenáculo.
Norma falou sobre suas experiências e sobre as inúmeras graças alcançadas nesta caminhada de fé, no Salvai Almas.
A encenação da Escada do Céu, foi brilhantemente apresentada pelo Dr. Alair, que, de improviso, se apresentou com uma máscara no rosto e, do alto da escada, falou sobre as máscaras que cada um usa no dia a dia, conclamando no final, para que todos tirem suas máscaras e vivam uma vida correta e transparente. Alair emocionou a todos os participantes.
Jesus deixou a seguinte mensagem:

“Punhais, facas, açoites... parecem-me normal! Já estou acostumado com isto!
Acostumado, mas nem por isso, sem sentir dores! E como me doem as chagas!
Muitos filhos já falaram sobre as minhas chagas: uns dizem que foram os pregos, outros a lança, outros os açoites, outros a cruz e cada qual tem suas opiniões próprias sobre qual o ferimento que me causou a dor mais forte.
Na verdade nem Eu sei, pois meu corpo era só uma ferida! Uma ferida só!
Mas devo dizer sim, respondendo a tantas indagações qual a ferida mais dolorosa:
Foi o descaso! Nem foi a traição dos amigos: foi o descaso!
Percebi que Eu não havia cumprido à contento a minha Missão; que Eu não havia agradado à justamente àqueles para os quais Eu vim! Não conseguí agradá-los!
Sofri as dores maiores do que meu coração poderia suportar: o descaso, a decepção!
Os meus não me reconheceram... e até me expulsaram... me mataram!
Hoje ainda percebo que não agradei a milhões e fico indagando: O que mais quer este povo de cabeça dura?
São poucos os que fizeram o mesmo que Eu pedi: deram suas vidas por Mim! Os demais... a multidão... E isto continua a doer!
Sou o Deus que sofre! Sou o Deus machucado, ferido, decepcionado!
Mas ainda sou o mesmo Deus de Amor!
Quando mudará? Não sei!
Por isso, conto convosco: quem sabe, não podereis me ajudar?
Sacerdotes, religiosos, religiosas, acolhei-me por favor!
Eu preciso de vós; preciso de vossas mãos, de vossas vozes, de vossos corações, de vosso saber! Ajudai-me, por favor! Me sinto carente! Estou carente!
Filhinhos amados Sacerdotes, religiosos, religiosas Santos: como me fazeis bem!
Como fazeis bem ao Coração de Deus, quando no alto dos céus, se apresentam almas guiadas por vós! Como nos fazem bem!
Muito obrigado, Filhinhos!
Filhinhos amados deste Movimento – Salvai Almas – continuai vivenciando o vosso amor e rezai, rezai, rezai sempre pelos sacerdotes! Amém!
Eu vos abençôo, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!”
“Jesus!”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ladainha a Misericórdia Divina Senhor, tende piedade de nós.

Senhor, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós. Jesus Cristo,  ouvi-nos. Jesus Cristo, ...